Publicado por: gabrielcj | janeiro 11, 2010

Final Fantasy XII

Por ser o último game da série no PlayStation 2, Final Fantasy XII foi aguardado ansiosamente pelos fãs, que esperavam um grande jogo. Ao ser lançado em outubro de 2006, esses fãs puderam ver que o jogo correspondeu às expectativas, mostrando que mesmo após todo esse tempo e tantos jogos, a série ainda tem muito gás, conseguindo sempre inovar.

História

Final Fantasy XII se passa no mundo de Ivalice (o mesmo de Final Fantasy Tatics e Vagrant Story). Dalmasca, um pequeno reino, está prestes a ser dominado pelo enorme império de Archadia. Quando o rei de Dalmasca é morto, uma guerra se inicia e muitas pessoas acabam morrendo. Por fim, Archadia sai com a vitória e o reino de Dalmasca é conquistado. Dois anos depois, conhecemos Vaan, um jovem ladrão que vive nas ruas de Rabanastre, uma cidade de Dalmasca. Reks, seu irmão mais velho, foi morto na guerra e Vaan acha que o Império, que agora domina o reino, é um inimigo que engana o povo. Numa noite, o rapaz invade o palácio para roubar e acaba encontrando Ashe, princesa dada como morta e que perdeu seu marido na guerra, Fran e Balthier, que são piratas dos ares e Basch, que é considerado traidor por matar o rei. Junto com Penelo, que já era amiga de Vaan, eles partem para descobrir os segredos do império.

A história não é tão envolvente quanto a de Final Fantasy X, nem tem personagens tão carismáticos e marcantes como os de Final Fantasy VII, mas em compensação o jogo tem uma jogabilidade muito boa e que não cansa, novidades e muitas, muitas quests.

Gambits

No jogo, você começa controlando apenas Vaan, mas posteriormente você conhecerá novas pessoas que entrarão para o seu grupo. Você controlará apenas um personagem e os outros serão comandados pelo computador. Então, você poderá usar os gambits, que são nada mais do que ordens para os seus companheiros. Você determina a ordem e o que precisa acontecer para que o seu companheiro a faça. Por exemplo: Ally HP < 50% (Cure) fará com que o personagem cure um aliado que está com o HP abaixo de 50%. Mas se a ordem de cura estiver abaixo da ordem de atacar, o personagem só vai curar o seu companheiro após derrotar todos os inimigos, aí provavelmente seu companheiro já vai estar morto. O jogo não começa com todos os Gambits liberados, você terá que comprá-los na Gambit Shop. Para colocar um Gambit, você precisará de um slot. Se você tiver apenas 4 slots liberados num personagem, esse personagem terá apenas 4 Gambits. Para ter novos slots, você terá que adquiri-los no License Board. É dele que falaremos agora.

License Board

O License Board é parecido com a Sphere Grid de Final Fantasy XII. Ele é como um grande tabuleiro de xadrez que cada personagem do seu grupo tem. Neste tabuleiro, existem slots que servem como licença para usar determinado item ou realizar uma ação. Na parte de cima do tabuleiro estão mágicas, técnicas, acessórios, slots para gambits e buffs para os personagens. Na parte de baixo estão todos os equipamentos usados pelos personagens: espadas, lanças, machados, adagas, armas de fogo, escudos, armaduras, entre outras coisas. Você pode comprar as armas, armaduras, acessórios e mágicas pelas lojas, mas sem as licença do License Board, você não poderá usá-las. Para adquirir a licença de um equipamento, você terá que compra-las usando os License Points (LP). Para conseguir LPs, é preciso apenas matar monstros. Cada monstro te dará uma quantidade de LP ao ser derrotado (exceto os chefes). Os monstros mais fáceis te darão poucos LPs, e os mais fortes de darão mais. O jeito mais fácil de conseguir LP é fazendo as Hunts (caçadas à monstros especiais e mais fortes) e matando os monstros raros, pois eles são os que dão mais LPs ao serem mortos. No começo do jogo apenas alguns slots estarão disponíveis para compra. Para liberar os bloqueados, você terá que comprar uma licença que estiver ao lado de um slot bloqueado. Ao comprar esta licença, o slot ao lado, antes bloqueado, estará liberado, e assim vai. Por exemplo: se você comprar um slot que está cercado de slots bloqueados, você irá liberar os slots que estão acima, embaixo, à esquerda e à direita do slot comprado. Uma boa combinação é usar o Embroidered Tipper (acessório que dobra a experiência ganha) nos personagens “titulares” e o Golden Amulet (acessório que dobra a quantidade de LPs ganhos) nos personagens reservas, pois os reservas ganham LPs mesmo sem lutar, mas experiência, não.

Jogabilidade

Em Final Fantasy XII, o velho e tradicional sistema de batalhas por turnos foi substituído por um novo sistema mais legal e rápido. Não existe mais divisão entre a tela do mapa a de batalha, nem batalhas aleatórias, como antigamente; agora, enquanto você estiver andando pelo mapa, você poderá ver os monstros e atacá-los sem precisar mudar de tela, podendo se mover livremente. Apertando X ou Quadrado, a barra de opções da batalha aparecerá e você poderá determinar as suas ações e as de seus companheiros (mágicas, técnicas e ataques). Ao selecionar a ação, uma barra no canto da tela ao lado do nome do personagem começará a encher, e quando terminar, a ação será realizada.

A câmera do jogo é muito boa e não atrapalha, mas você vai se acostumar a se perder nos mapas, principalmente quando o minimapa estiver borrado, “fora do ar”, como acontece em alguns lugares.

Os Summons estão presentes em FF XII como Espers. Você irá adquirir alguns os derrotando ao longo do jogo, outros são opcionais, mas não deixam de ser batalhas difíceis. Infelizmente, não são tão úteis como em FF X e quase não os usamos nas batalhas.

Grande parte de jogo está presente nas side-quests. Rare Monsters são monstros raros que ás vezes você encontrará por acaso andando pelos mapas, já outros precisam de alguma condição para aparecer. São 80 monstros raros, que normalmente são fortes e rendem bastante experiência e License Points, além de itens especiais para vender no Bazaar e construir armas especiais. Também tem as Hunts, caçadas especiais que você pode fazer ao aceitar a caça vendo o pedido nos quadros presentes nos bares das cidades e conversando com a pessoa que fez o pedido. Conversando com Montblanc você também pode fazer Hunts especiais. Ao todo, são 45 Hunts, grande parte é bem difícil (inclusive um monstro com incríveis 50 milhões de HP). Há também muitos minigames, como o de pesca, procura às galinhas, ajudar pessoas e muitos outros.

Sons e Gráficos

A trilha sonora do jogo não é muito boa, mas também não atrapalha. A trilha sonora de Rabanastre, por exemplo, é dispensável. Já a dublagem dos personagens é muito bem feita, chegando às pessoas terem diferentes sotaques dependendo da região que vem.

Os gráficos são muito bem trabalhados, todos os cenários e personagens têm texturas muito bem feitas. Com FF XII, é provável que se tenha atingido o máximo da potência dos gráficos no PlayStation 2. Para variar, as CGs estão perfeitas, principalmente as naves e as cidades.

Conclusão

Muitas side-quest e minigames, centenas de horas de jogo, sistema de batalha inovador e viciante, gráficos incríveis… Final Fantasy XII com certeza está entre os maiores RPGs já feitos e é um dos melhores da série.

Nota: 9,5

Gabriel “CJ”

Anúncios

Responses

  1. Eu jogava Final Fantasy X, eu sou super viciada em FF UAHAUHAUH ótimo post ^^

  2. otimo post
    de ff6 em diante começo a melhorar


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: